Biomodulação Corporal com Bioplastia

 

Biomodelação Corporal BioplastiaBiomodulação corporal: Desenvolvida no Brasil, a biomodulação corporal é um procedimento médico com o propósito de atuar na conformidade e harmonia do corpo. Por meio de um tratamento não cirúrgico, a biomodulação corporal pode interferir no tamanho e forma das áreas almejadas.

A biomodulação corporal é uma técnica que atua atingindo uma camada profunda da pele, diferentemente dos preenchimentos cutâneos. Ela permite a reposição e o aumento do volume de quase todas as partes do corpo, correção de defeitos congênitos e adquiridos, restaurando a silhueta harmoniosamente.

O material utilizado para a realização da biomodulação corporal é o polimetilmetacrilato (PMMA), um material injetado na pele por meio de microcânulas (espécie de agulha sem ponta).

A biomodulação corporal consiste nestes implantes líquidos e infiltrativos, associados às técnicas como fios autossustentação, mesoterapia, lipoplastia, eletroestética e peelings. As etapas são combinadas pelos médicos de acordo com o objetivo e possibilidades físicas de cada paciente.

Com a biomodulação corporal é viável aumentar os glúteos (bumbum), aumentar o bíceps, tríceps, deltóide, entre outras possibilidades.

A biomodulação corporal tem a característica de ser uma plástica sem pós-operatório significativo, com poucas recomendações, sendo estas somente para as áreas tratadas. Além disso, a biomodelação corporal permite que o paciente acompanhe todo o processo diante de um espelho, podendo participar com sua opinião quanto aos volumes e as formas desejadas.

É importante, entretanto, que o médico deve estar constantemente lembrando o paciente sobre as reais possibilidades de modificações para que não se criem traços exagerados.

Apesar da biomodulação corporal ser uma técnica definitiva, os médicos recomendam que os pacientes continuem cuidando da saúde e praticando exercícios físicos, para prolongar os resultados do procedimento.

Veja também sobre bioplastia de glúteos.